POLÍTICO QUE ROUBA, MAS FAZ

POLÍTICO QUE ROUBA, MAS FAZ

Político que rouba, mas faz obras sociais. Quem deixa roubar, não combate a desigualdade coisa nenhuma, apenas contribui para perpetuá-la. O bordão “rouba, mas faz” entrou para o folclore político brasileiro, afirmavam que Maluf eram um fazedor, que construía isso e mais aquilo. Parece que tem muitos lugares que isso ainda está muito em moda. Essa política precisa finalmente ser superada. Agora o pior são aqueles que roubam e não fazem nada. As eleições estão chegando, fique atento a esses candidatos. Ruy Barbosa afirmou certa vez que De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto. Devemos, sempre, combater todas as formas de corrupção e aqueles que lançam mão da coisa pública em interesse próprio. Eles devem sempre ser punidos, independentemente do resultado. Através das nossas ações, devemos exigir dos nossos representantes, transparência, comprometimento, respeito, integridade e retidão, que se encontram presentes nos princípios de todo administrador público. Quando se violam tais caracteres, a aceitação nunca pode prevalecer. Vamos mudar o bordão, “Não rouba, mas faz”.

 

PATROCINADOR

 

MARKETPLACE
MARKETPLACE

 

AMEI COSMÉTICOS
AMEI COSMÉTICOS

 

ESPAÇO PARA ANÚNCIOS
ESPAÇO PARA ANÚNCIOS

Deixe uma resposta

Fechar Menu
×
×

Carrinho